segunda-feira, 28 de julho de 2014

Time do Bota entra em campo com faixa de protesto por atraso de salários

Com quase três meses, além de direitos de imagem e depósito de FGTS em atraso, jogadores avisam: "Estamos aqui porque somos profissionais e por vocês torcedores"


Os jogadores do Botafogo entraram com uma faixa de protesto no campo no clássico deste domingo, contra o Flamengo, no Maracanã. Com a frase "Estamos aqui porque somos profissionais e por vocês torcedores", eles reclamaram dos salários em atraso e, inclusive, especificaram o débito: três meses na carteira de trabalho, cinco de direito de imagem, além do FGTS.
O atacante Emerson, que era dúvida devido a um problema na virilha, comentou a atitude antes do jogo:
- Todos nós envolvidos com futebol sabemos a dificuldade financeira que o clube passa. Acho que os atletas, de uma maneira saudável e elegante, como foi hoje, precisam demonstrar seus problemas.
faixa protesto time Botafogo (Foto: Fred Huber)Jogadores do Botafogo exibem faixa de protesto contra salários atrasados (Foto: Fred Huber)


O técnico Vagner Mancini tentou minimizar o protesto a ser perguntado se o problema poderia influenciar na atuação do time em campo. 
- O protesto é dos jogadores. Estou aqui é pra falar do jogo - limitou-se a dizer. 
A situação tem causado um grande desgaste interno no Alvinegro. Alguns jogadores cogitaram até mesmo a possibilidade de não entrar em campo, mas desistiram da ideia. Não há previsão para que o problema seja solucionado.
Na sexta-feira, o presidente Maurício Assumpção, ao lado de dirigentes de outros clubes, encontrou com a presidente Dilma Roussef e explicou o quanto o bloqueio de verbas prejudica a saúde financeira do clube. Para dar um dimensão do problema, o mandatário alvinegro chegou a falar em abandonar o Campeonato Brasileiro por falta de condições de honrar seus compromissos, caso as cotas não sejam liberadas em breve
.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial